CURSO EAD DE TEOLOGIA

quinta-feira, 30 de julho de 2009

A influência das Religiões em nosso dia-a-dia.

As manifestações religiosas estão presentes no cotidiano de todas as pessoas em todo o mundo, e de forma direta ou indireta somos afetados por suas influências. Destacaremos seis grandes religiões mundiais: Judaísmo, Islamismo, Budismo, Hinduísmo, Cristianismo e Espiritismo, para analisarmos de forma panorâmica, que tipo de influências elas exercessem sobre indivíduos de todas as partes do planeta, em diversas áreas de sua vida. Observamos que nações inteiras são influenciadas no âmbito socioeconômico, por suas crenças e costumes. Essa influência fica evidenciada e caracterizada por práticas do nosso dia-a-dia, que algumas vezes nos passam despercebidas.
Quem nunca questionou ou parou pra pensar no grande número de feriados religiosos que temos no Brasil? Seja nacional, estadual ou municipal, o feriado religioso influencia diretamente a vida do brasileiro, com viagens, passeios, mudança de hábitos e quebrando rotinas. Na economia, tais feriados podem atuar negativa ou positivamente, pois grande parte do comércio fecha as portas deixando de vender e consequentemente têm prejuízos; uma indústria parada produzirá menos naquela semana e toda uma cadeia econômica é afetada por essas paralisações. Por outro lado, o feriado, age de forma positiva para os que dependem do comércio de artigos religiosos, como velas, imagens, ervas, entre outros. Também o chamado “turismo religioso” com suas romarias (Catolicismo) e peregrinações (Islamismo), movimentam a economia de grandes e pequenas cidades que dependem do investimento financeiro provenientes da fé dos adeptos e da curiosidade de turistas.
Outro fator importante que podemos destacar é a influência na mudança de hábitos como o uso de roupas e adereços de religiões como o Hinduísmo, em especial no cenário feminino, influenciando a moda e favorecendo o crescimento de lojas especializadas nos usos e costumes das religiões; como também em hábitos alimentares, nas ocasiões festivas, onde percebemos uma procura maciça por alimentos típicos das épocas, como festas juninas, páscoa e natal, característica do Cristianismo Católico. As religiões orientais se caracterizam por restrições a alguns tipos de alimentos proibindo a comercialização ou abate de algumas espécies de animais, como é o caso do Hinduísmo, religião vegetariana, que tem a vaca e outros animais como sagrados. O Judaísmo e o Islamismo também se restringem a comer animais tidos como impuros, que é o caso dos répteis, aves de rapina e porcos.
Algo que vale a pena comentarmos é o crescimento na produção e venda de literatura religiosa. Variada e direcionada, esse tipo de literatura tem ganhado espaço em todas as classes sociais e conquistado um público diversificado e fiel, influenciando de forma significativa a vida de seus leitores. Destacamos os livros de autoajuda, fortemente divulgado e lido no meio Cristão evangélico.
Como já foi citado, todos nós somos influenciados por práticas religiosas, mesmo que de forma indireta, pois praticamos coisas que são ligadas às tradições de alguma religião e mesmo sem termos ciência disso, elas assumem um lugar de extrema importância sobre nossas vidas, que é o caso do casamento, batismo, e funeral. Ainda que queiramos ficar alheios a essas coisas, ou mesmo se conseguíssemos esse feito, viveríamos isolados, e isso nos impossibilitaria de vivermos de forma plena e sadia, pois as pessoas que nos cercam também sofrem essa influência. E a cima disso, a influência religiosa não é exercida apenas nos indivíduos, mas também em todo sistema social que nos cercam.

3 comentários:

  1. parabens pelo seu espaço que Deus te abençoe sempre, visite meu espaço passa la e comenta. te vejo porla.

    ResponderExcluir
  2. Belo texto, vai ajudar muito em meu trabalho.

    ResponderExcluir
  3. É verdade, vivemos essas influências sem querer no nosso cotidiano.
    Gostei do texto.
    Parabéns!

    ResponderExcluir